O Que É Meditação

ure that sweetii

Meditar pode significar muitas coisas, cada um de nós é diferente, no entanto existe uma ligação interior que nos é comum a todos e que nos leva a compreender a Grandiosidade da Existência que está para lá do palpável e visível, para lá da aparência, para lá do tempo e do espaço, para lá da vida e da morte. E é através da Meditação que conseguimos percepcionar essa Grandiosidade, esse Silêncio que não é comunicável por simples raciocínios, mas que no entanto pode ser compreendido e partilhado. Meditar é entrar e estar em Comunhão com o mais Profundo dessa Existência, ou seja, é, simplesmente, entrar em contacto connosco mesmos.

Por isso meditar não é só o momento em que nos sentamos para o fazer, meditar é muito mais do que isso. Meditar é aprender a estar nesse contacto profundo com o nosso ser em todos os momentos, a cada instante, em cada vivência, em cada nova experiência. Meditar é estarmos Conscientes da Vida para lá da Vida, enquanto experienciamos cada momento. É ter a certeza, ver e sentir a Grandiosidade de cada pequena parte da Existência como um Todo inseparável, do visível e do invisível, do ser vivo e do que parece não ser vivo. Meditar é aprendermos a reaprender quem somos, ou seja, é reaprender a existirmos em constante estado Meditativo, pois só quando existimos em contacto com o que verdadeiramente Somos, conseguimos Viver em toda a nossa Plenitude.

Então, meditar, não é apenas uma prática, mas é também, o modo Natural de Existir em si mesmo. E quando Existimos nesse Modo, movemo-nos entre o Ser e o Não Ser, entre o Movimento e a Quietude, o Silêncio e o Ruído, a Alegria e a Tristeza, o Tempo e o Não Tempo, entre a Vida e a Morte. Transcendemos a ilusão da Dualidade, e entregamo-nos à Subtileza Una do Eterno Criador.

Aprender a Meditar e pôr em Prática a Arte de Meditar, é de longe, o mais belo hábito que podemos acrescentar à nossa Vida, pois não há outra forma de nos conhecermos por inteiro se não a de termos o tempo suficiente para nos escutarmos. Só através desta prática saberemos escutar-nos, e escutar-nos é também escutar esse Silêncio Tremendo que ecoa para lá do Infinito. E quem consegue descobrir esse Silêncio, descobre-se a si mesmo. Mas, quem o descobre e percebe que não consegue conviver com ele, é porque também ainda não consegue aceitar quem é, tem medo de conviver com esse Ser Poderoso que habita dentro de Si. Então, se escolher não fugir, mais prática e mais tempo devem ser dedicados. 20 minutos de meditação/silêncio pare se escutar por dia, todos os dias, e a Vida mudará para Sempre. A Vida retornará ao seu movimento natural que é Uno com o movimento de todo o Universo e Existência.

~ “Espelho meu, espelho meu, existe alguém mais belo do que eu?” ~

Buddha-Vibrations

Na meditação conhecemo-nos a nós, e ainda abrimos portas para o Conhecimento da Existência. Ao conhecermo-nos a nós, estamos a encarar uma Parte da Existência, ao encarar uma parte, estamos a abrir escalada para o Todo. A Existência é como um grande Puzzle, e cada peça conta, cada peça sabe, a partir do momento que ganha consciência de que existe, de que serve para unir o Todo que é o Grande Puzzle. Por isso, cada uma diferente, única em si mesma, mas, todas Elas, matematicamente desenhadas para encaixar umas nas outras. O mesmo se passa connosco. O Conhecimento é Poder, e neste caso, ter este Conhecimento é ter o Poder de transcender o que parece limitável, e dar aquele salto Quântico que abre portas e janelas para outro nível de Existir, outra Dimensão, para a Visão de nós mesmos a partir duma Visão Superior, essa, aonde os limites são mera ilusão, que Tudo Sabe, Tudo Entende, Tudo Aceita, Tudo Celebra e que Tudo Ama, apesar de tudo o que possa parecer. E só no Silêncio descobrimos essa Unicidade de Ser e de Toda a Existência, a separação entre as coisas e o outro começam a desaparecer, e começamos a olhar para o espelho como um reflexo que apenas é. Vemos o que está por fora, mas agora sabemos o que está por dentro, e isso é muito mais importante. Quando meditamos e mergulhamos cá dentro, o espelho deixa de existir, tal como os reflexos. Passa a existir aquilo que apenas É verdadeiramente, sem forma, sem cores, sem raças, sem distinção alguma, apenas É. É o Total de Tudo o que Sou, e quando sei e vejo isso, então posso agora olhar para o espelho de outra perspectiva, e saber que esse reflexo carrega, afinal, algo de grandioso que é o que dá luz, rareza e preciosidade à forma, à cor, à raça … Agora, olhar para o meu ser Externo faz muito mais sentido, agora posso apreciar a diferença como algo de belo e viver a minha vida física a partir da riqueza infinita interior que levo dentro, e não ao contrário. Neste sentido, este reconhecimento, pode e ajuda-nos a viver esta vida com mais Sabedoria, a sabermos olhar-nos e a todos os seres com muito mais respeito e amor. No entanto nunca nos deveremos esquecer, embora agora vejamos nesse reflexo o Todo que lá está contido, o espelho é e será sempre a eterna perpetuação da ilusão, tal como o que está dentro é e será sempre a eterna perpetuação da Verdade.

~ A Grande Consciência Colectiva – Cósmica ~

1507110_386753101468214_559559065_n

A Existência é uma Grande Consciência “Viva”, por assim dizer. Ter acesso a quem somos, através da meditação, é também ter acesso a essa grande chamada consciência colectiva, mas, não só da humanidade, mas de toda a existência, uma que é mais Cósmica e Extra-Dimensional, que vai daqui até à Origem de Tudo, d´ Pai/Mãe Infinitos e Eternos Criadores, aquela que abarca o Todo, o tal Puzzle.

Se o Todo é constituído pelas partes, também a parte carrega em si a origem do todo. Então, a comunicação entre todas as partes é o motor que põe em movimento o Todo, e vice-versa. A comunicação é constante e eterna. Não pára, nem pode parar, se parar, é a própria Existência que pára. Logo, o que podemos concluir daqui?

Que a Meditação nos dá a conhecer intrinsecamente e em todos os sentidos a Grandiosidade do Nosso Ser. Somos Seres Cósmicos e Multidimensionais. A nossa perspectiva da Existência enquanto Seres Físicos começa a dissolver-se e a envolver-se mais profundamente com a noção da Luz, do Ser que está para além do palpável, aquele Ser que chamamos Alma, e do Espírito ~ esse é o Pilar de Luz que somos, e esta Luz carrega a informação não só da nossa origem eterna, mas da nossa fluência e capacidade de experienciarmos múltiplas realidades/estados de mente, enquanto encarnados fisicamente.

Tudo o que existe fora de Nós é apenas o reflexo do que está dentro. Todas as cores, formas e aparências nada são do que o produto da nossa criação mental como um Todo, um consciente colectivo. O próprio Sol e o Cosmos inteiro habitam dentro de nós e não fora. O pensamento através da sua manifestação criou toda a Existência, logo nós somos esse pensamento, nós somos essa “mente superior” manifestada, nós somos o que somos, porque antes de percebermos que somos, já eramos. A Origem Primeira. E depois da Origem Primeira, mas, Eterna & Infinita, nasce a Consciência, o primeiro pensamento por assim dizer, o verbo, a acção, e nasce também “a idéia” de um colectivo Existencial, um Colectivo Cósmico. Somos Um ~ Todo. E à medida que novos Mundos e Universos vão sendo Criados, e à medida que novas Dimensões de Espaços e Tempos vão sendo experimentados, se dá a Expansão da Criação, e neste caso, em que estamos a experienciar níveis de densidade tão baixos, através da meditação somos capazes de entar em conexão e redescobrir a percepção, ou o Conhecimento dessa Realidade Superior, intrínseca Verdade, que nos faz entender que o Nosso Ser antes de despertar neste corpo já era, sempre foi quem É, uma Super Mente ~ um Super Pedaço de Pensamento desse Pensamento que É e que Criou e que continua a Criar este Todo Infinito. O tal “Super-homem” que Nietzsche falou. Nós Somos Super Seres, Somos Belos, Maravilhosos, Grandiosos, Somos Mestres, e Somos o produto da nossa própria Criação. Ao contrário do que possamos imaginar e pensar, o próprio Criador Somos Nós, nós fomos os Criadores destes e doutros mundos, nós somos sempre os Criadores das Realidades que decidimos experimentar, nós somos o Eterno Ser ~ e enquanto não entrarmos cá dentro a fim de descobrir essa Preciosidade, continuaremos perdidos na ilusão da dualidade, do exterior, do efémero passional, na ilusão total da separação e daquilo que não Somos e na maior de todas as Ilusões, de que Existe um Criador Superior externo a nós.

Paz Luz & Amor Sempre ~ Namastê ~ ~ ~

: ) ♪ ♫ ♬ ☼ ♡ ~ ~ ~

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s